Em memória de Ingrid Schüssler, líder social e juvenil em Entre Rios

16/12/2020

Há 44 anos atrás, no dia 16 de dezembro de 1976, durante uma viagem de trabalho, Ingrid Schüssler foi vítima de um acidente de trânsito causado por terceiros. Ingrid foi um exemplo brilhante para os jovens da colônia.

Seus pais, Nikolaus e Katharina Schüssler (sobrenome de solteira: Giel), fugiram do Banato romeno para o estado da Alta Áustria, onde, em Wels, Ingrid nasceu em 1948. Com três anos de idade veio para o Brasil com seus pais. Após obter sua graduação, tornando-se professora, ingressou em 1971 no magistério e, em 1973, após uma viagem de estudos de um ano na Alemanha, regressou de Munique, ficando, então, incumbida da criação do serviço de assistência social no âmbito da Cooperativa Agrária, em cuja direção permaneceu até o final. Competia-lhe também a assistência à camada social mais humilde dos antigos habitantes da região.

Também foi seu mérito a construção do hospital. Na qualidade de responsável encarregada da associação escolar de Entre Rios, tinha sob sua responsabilidade toda a política escolar e administração da escola central com mais de 500 alunos, a coadministração da escola municipal com 260 alunos e a política de recursos humanos de ambas as escolas. Suas preocupações com as necessidades da juventude da colônia, egressa da escola, levaram Ingrid a fundar, em 1975, um Jugendcenter, um ponto de encontro para os jovens suábios, com lazer em diversas áreas. Como primeira presidente do Jugendcenter, Ingrid organizava excursões à serra costeira, acampamentos de férias na praia, visitas a eventos raros em Curitiba e muitas outras atividades. Seus planos em construir, em Entre Rios, um Jugenddorf para o trabalho cultural e juvenil teuto-brasileiro tornaram-se realidade em uma primeira etapa. Uma importante aspiração sempre foi para ela a preservação da tradição suábia.

Ingrid Schüssler foi um talento precoce, uma jovem criadora infatigável, uma trabalhadora incansável para o bem da coletividade. Seu grande talento de organização e improvisação fez dela uma administradora no melhor sentido da palavra. Seu constante apelo aos jovens era: “Participem!”. Já as festividades dos 20 anos de Entre Rios foram, em grande parte, fruto de seu trabalho. Dentre os trabalhos preparatórios para a celebração dos 25 anos da colônia, ela assumiu o difícil cargo de alojar os convidados. No âmbito das celebrações dos 25 anos, Ingrid recebeu o mais alto reconhecimento por ocasião da inauguração do prédio do Jugendcenter por Josef Ertl, Ministro da Economia da Alemanha, e pela visita da esposa de Ernesto Geisel, Presidente da República, ao Jugenddorf e ao hospital.

Ela estava em viagem com alunos, quando, ela mesma ao volante de uma Kombi Volkswagen, foi surpreendida pela morte.



Outras notícias

Advento e Natal na Antiga Pátria dos Suábios do Danúbio
Durante o Advento, os Suábios do Danúbio frequentavam, nas regiões católicas, a “Missa Rorate” ou “Missa Arati”, uma missa votiva celebrada pouco antes...
Benefícios de Estudar um Instrumento na Infância
Benefícios de Estudar um Instrumento na Infância...
Fatos e relatos pitorescos na profissão de músico
Eu sou Antonio Luiz Schneiders e vou compartilhar com vocês alguns fatos inusitados da minha vida de músico. A vida de músico é cheia de fatos...

Parceiros:

Realização:

bandeira nacional brasileira

Localização
Avenida Michael Moor, 1951 – Colônia Vitória, Entre Rios,
CEP 85139-400 Guarapuava – PR.
Telefone
++55 (42) 3625 8326
++55 (42) 3625 8320 - Josiane Richter (Coordenadora)
E-mail: jrichter@agraria.com.br
Horário
Horário de funcionamento da Fundação Cultural Suábio-Brasileira:
Segunda à sexta-feira: 8h às 17:30h
(intervalo das 12h às 13h).
Horário
Horário de funcionamento do
Museu Histórico de Entre Rios: 
Segunda à sexta-feira: 8h às 17h
(intervalo das 12h às 13h) e
sábados, das 13h às 17h.
Telefone: ++55 (42) 3625 8328 /
e-mail: museu@agraria.com.br
© 2014 - Fundação Cultural Suábio-Brasileira - Produzido por BRSIS