Vínculo e Aprendizado

02/10/2020

O ser humano é um ser social. Desde os primórdios se organiza em grupos que cooperam em busca de um objetivo em comum. Nesta relação de cooperação, os indivíduos envolvidos criam vínculos, baseados principalmente na confiança mútua. No início, o objetivo era a sobrevivência. À medida que a humanidade foi evoluindo, estes objetivos em comum também foram se alterando de acordo com cada grupo.

A história dos Suábios em Entre Rios também é um grande exemplo. Um grupo de imigrantes, dos quais muitos não se conheciam, vindos de diferentes pontos da Europa, se uniram para criar aqui o seu novo lar. O sucesso desse povo hoje é resultado de sua cooperação em busca de objetivos em comum. Os vínculos criados nessa sociedade fortalecem este grupo.

É comum que, quando uma família vem procurar aulas de violino, queira conhecer primeiro quem é o professor, conversar com ele, ver como é o trabalho deste profissional, muitas vezes busca referências de outras pessoas que já conheçam o trabalho, afinal, quem vem para a aula de violino, normalmente são o bem mais precioso da família, os filhos. Nesta busca por conhecer o professor, conversar, cria-se um vínculo, baseado na confiança e na busca de um objetivo em comum: o desenvolvimento, não apenas musical, mas do aluno como pessoa.

Tendo este vínculo de confiança com a família, chega a hora das aulas de violino de fato, e, antes de qualquer lição “violinística”, é preciso ter em mente que quem está ali para a aula de instrumento é um “ser humaninho” cheio de expectativas, desejos, talvez um pouco de apreensão, afinal, quem é esse desconhecido que quer que eu toque violino?

Por isso, o primeiro momento, é um momento de entender este aluno, conhecer suas expectativas, realmente enxergar que, muito além de um aluno de violino, está ali um ser humano, e, para o nosso sucesso na busca dos nossos objetivos, é importante que nos conectemos, criando um vínculo baseado na confiança.

Com este vínculo: aluno – família – professor, temos formada a base para um bom aprendizado. Dentro da filosofia Suzuki, é o que chamamos de triângulo Suzuki. Sendo assim, o apoio da família no aprendizado de um instrumento é fundamental, incentivando o aluno, acompanhando o estudo em casa e, se possível, acompanhado as aulas também. O vínculo com o professor, outro dos fundamentos, é o que vai transmitir segurança para o aluno e torna o aprendizado do instrumento muito mais prazeroso. O aluno, por sua vez, sente-se confortável, confiante e motivado, tendo o apoio da família e do professor.

A partir desta base, inicia-se o processo de construção dos conhecimentos musicais, da técnica do instrumento, disciplina para estudo e desenvolvimento pessoal. Embora, à primeira vista, o estudo de um instrumento pareça ter o foco musical, em nossas aulas, o objetivo principal não é formar um futuro profissional da música, apesar de a qualidade musical ser um ponto importante nas aulas. O estudo de um instrumento pode envolver muitos outros benefícios, seja referente ao desenvolvimento cognitivo, musical, ou referente à formação integral humana. Não existe aprendizado, sem estudo e sem esforço, e isso requer disciplina. Para chegar ao objetivo, o caminho é longo e árduo. O erro não significa fracasso, mas sim um degrau que precisa ser superado para se chegar ao sucesso. Essas e muitas outras lições se aplicam tanto a aula de instrumento, quanto a outras áreas da vida, por isso, o que se aprende na aula de instrumento se leva para a vida!

Raquel Prediger - Professora de Música da Fundação Cultural Suábio-Brasileira


Outras notícias

Curiosidades sobre a música
Curiosidades sobre a músicaÉ difícil encontrar alguém que não ame música. Todos temos...
Dia Mundial da higienização das mãos - 15 de outubro
A Organização Mundial da Saúde declarou a data do 15 de outubro como o Dia Mundial da higienização das mãos.Devido à falta de higiene, uma criança...
Centro Cultural: Um Novo Olhar
O atual cenário de pandemia chegou até nós de maneira inesperada, freou a humanidade de forma abrupta. Entre fórmulas sanitaristas...

Parceiros:

Realização:

bandeira nacional brasileira

Localização
Avenida Michael Moor, 1951 – Colônia Vitória, Entre Rios,
CEP 85139-400 Guarapuava – PR.
Telefone
++55 (42) 3625 8326
++55 (42) 3625 8320 - Josiane Richter (Coordenadora)
E-mail: jrichter@agraria.com.br
Horário
Horário de funcionamento da Fundação Cultural Suábio-Brasileira:
Segunda à sexta-feira: 8h às 17:30h
(intervalo das 12h às 13h).
Horário
Horário de funcionamento do
Museu Histórico de Entre Rios: 
Segunda à sexta-feira: 8h às 17h
(intervalo das 12h às 13h) e
sábados, das 13h às 17h.
Telefone: ++55 (42) 3625 8328 /
e-mail: museu@agraria.com.br
© 2014 - Fundação Cultural Suábio-Brasileira - Produzido por BRSIS